Ana Lúcia critica PL que congela salários e investimentos em SE

Projeto de Lei 144/17 foi encaminhado pelo Executivo na última segunda-feira (18) para apreciação dos parlamentares sergipanos

Foto: Jadilson Simões

A deputada estadual Ana Lúcia ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 19, para registrar sua preocupação com o Projeto de Lei 144/17 encaminhado pelo Executivo na última segunda-feira, 18, para apreciação dos parlamentares sergipanos.

Sob o argumento de se adequar à Lei Complementar 156/16, que regulamenta a renegociação das operações de crédito com o BNDES, o Governo do Estado tenta congelar por dois anos os gastos com as chamadas despesas primárias, incluindo o pagamento de salários dos servidores/as públicos/as e os investimentos em políticas públicas estratégicas para a sociedade como saúde e educação.

“Este projeto não pode ser votado em caráter de urgência. Precisamos discutir a situação dos funcionários públicos, em especial dos professores, que estão com seus salários congelados e com seu plano de carreira desmontado”, conclamou, informando que outras categorias também estão com seus salários congelados ou tiveram aumento abaixo da inflação, como foi o caso dos servidores/as do Tribunal de Justiça de Sergipe.

“Esperamos que esta Casa faça o bom debate e, acima de tudo, mantenha o diálogo e o respeito para que não ocorra o congelamento e os consequentes prejuízos para os servidores e para toda a sociedade”, finalizou.

Paulo Freire

Ana Lúcia também registrou a passagem do aniversário do Patrono da Educação Sergipana e Brasileira, Paulo Freire. Se estivesse vivo, Freire completaria 96 anos nesta terça-feira.

Ao homenagear o grande educador pernambucano, Ana Lúcia lamentou que suas concepções e práticas pedagógicas libertadoras não estão sendo implementadas pelo poder público.

Deixe uma resposta