Aracaju amanhece sem ônibus nesta terça-feira

Em dia de Greve Geral, mobilizações em defesa da aposentadoria acontecem em todo o país

Terminal de Integração da Atalaia vazio | Foto: Expressão Sergipana

Quase 3 mil rodoviários cruzaram os braços nesta terça-feira (5) e Aracaju amanheceu com os terminais de ônibus vazios. Trabalhadores rodoviários, motoristas e cobradores, se juntam às demais categorias que constroem as paralisações no Dia Nacional de Atos e Protestos em Defesa da Aposentadoria.

Militantes da Frente Brasil Popular, centrais sindicais e os movimentos populares também ocuparam os portões das empresas de ônibus da capital. Desse modo, os rodoviários decidiram não sair das garagens e os ônibus deixaram de circular na cidade.

Segundo Valtenes Porto, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Aracaju (SINTTRA), a reforma da Previdência afetará fortemente os rodoviários e precisa ser combatida.  “Ela afeta os setores público e privado, vamos ter que trabalhar até os 65 anos. A categoria rodoviária também será penalizada com essas mudanças, é cruel. Esse é um dos pontos. Os trabalhadores quiseram, e aderimos”, explicou.

Outras atividades estão previstas para o longo do dia em Aracaju e nos interiores durante a greve geral. Acompanhe a cobertura em tempo real na Expressão Sergipana.

 

Deixe uma resposta