Concurso de Quadrilhas do Gonzagão abre Encontro Nordestino de Cultura

Disputa teve início neste sábado, 17, e classificou as quadrilhas Unidos em Asa Branca e Assum Preto para as semifinais

Foto: Pritty Reis

Sob o clima de muita alegria e diversão, o Concurso de Quadrilhas Juninas do Arraiá do Gonzagão foi aberto na noite deste sábado, 17, no Complexo Gonzagão. A disputa, que celebra a cultura do Nordeste, classificou as quadrilhas Unidos em Asa Branca e Assum Preto para as semifinais. A competição faz parte do Encontro Nordestino de Cultura, uma realização do Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

O secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama, destacou que o evento promove alegria para quem acompanha o espetáculo apresentado pelas quadrilhas. “Estamos iniciando hoje os festejos juninos do estado de Sergipe. O concurso de quadrilhas é uma das peças mais importantes do nosso São João”, destacou.

A quadrilha junina Flor Nordestina deu início as apresentações da noite, trazendo para a disputa o tema “A história da flor e o beija-flor”. Logo em seguida, foi a vez da quadrilha Forró do Milho, da cidade de Rosário do Catete, que trouxe como temática “Forró do milho e versos encanta, manda embora a solidão e traz de volta a esperança”.

A noite ainda contou com as apresentações da quadrilha Xodó na Roça, da cidade de Poço Verde, que este ano vem com o tema “O poder do sonho está dentro de você”, inspirado na obra do Mágico de Oz, e da quadrilha Assum Preto, que abordou o tema “Neste São João contra a corrupção, só ressuscitando o bando de lampião”. “Este tema surgiu como forma de protesto por tantos escândalos que temos visto na política”, contou o quadrilheiro, Cleudo Albuquerque.

Fechando a sequência de apresentações, foi a vez da quadrilha Unidos em Asa Branca entrar em cena. O grupo defende em 2017 o tema “Feitos da Fé”, que resgata a tradição do pagamento de promessas cortejado pela Dança de São Gonçalo, entre outras manifestações religiosas. Segundo o presidente da quadrilha, Fábio David, competir no Arraiá do Gonzagão é sempre importante pela tradição. “Hoje estamos aqui para defender o título que ganhamos no ano passado. Este concurso é tradicional dentro do estado e para nós é uma grande honra fazer parte dessa disputa”, disse.

Na ocasião, o público presente ficou impressionado com o espetáculo promovido pelas quadrilhas que, ao longo dos últimos meses, não mediram esforços entre o planejamento, treinamentos e, finalmente, a execução. “Trouxe toda a minha família para acompanhar de perto, pois amamos quadrilha junina. É bom ver que a tradição é mantida e valorizada”, destacou Marcela Silva, autônoma.

As apresentações da fase eliminatória continuam neste domingo, 18, também a partir das 20h, com as quadrilhas Meu Xodó, Tradição Junina, Buscapé, Asa Branca e Pioneiros da Roça.

Fotos da Noite por Pritty Reis:

O Concurso

Dividido em três etapas, o concurso segue até o dia 29 de junho, quando acontece a grande final. Ao todo, 22 grupos se apresentarão no evento, durante as quatro noites da fase eliminatória, que segue até o próximo sábado, 24. A partir daí, começa a segunda etapa da disputa, com as semifinais, que contam com as dez quadrilhas selecionadas durante as noites da fase eliminatória.

Na fase semifinal, as dez melhores quadrilhas do concurso serão divididas em duas noites de apresentações que acontecem nos dias 25 e 28 de junho. Já na grande final, disputam o título de campeã as cinco melhores colocadas. As seis primeiras colocadas receberão prêmio e troféu, acrescido do cachê e ajuda de custo. As demais colocações receberão apenas a ajuda de custo, conforme edital. A premiação seguirá os seguintes valores: R$ 5.000,00 para o primeiro colocado, R$ 3.000,00 para o segundo colocado, R$ 2.000,00 para o terceiro colocado, R$ 1.000,00 para o quarto colocado, e R$ 800,00 para o quinto e sexto colocado.

Deixe uma resposta