Duas derrotas, várias vitórias

Encerrou neste último final de semana o sonho dos clubes sergipanos na Copa do Nordeste em 2017. Itabaiana e Sergipe foram derrotados por Santa Cruz e Bahia, respectivamente.

O Itabaiana sofreu duas derrotas nos confrontos com Santinha: 1 a 0 no Mendonção e 1 a 0 no Arruda. O Sergipe também foi derrotado duas vezes pelo Tricolor de Aço: 4 a 2 no Batistão e 3 a 0 na Fonte Nova.

Foram duas derrotas dos clubes sergipanos. Derrotas doídas para seus torcedores, jogadores e comissões técnicas. E como doí ser derrotado.

Mas não só de vitórias dentro das quatro linhas é que se tiram as lições para o futuro dos clubes. Nem toda derrota é uma derrota por inteiro. Vejamos:

Começando do ponto de vista histórico. Desde a retomada do torneio regional, em 2013, as 7ª (Itabaiana) e 8ª (Sergipe) posições na classificação geral em 2017 foram as melhores campanhas de clubes sergipanos na competição. Ninguém chega nessas posições por acaso. São anos de reestruturação.

Presenciamos grandes jogos envolvendo os clubes sergipanos e clubes da elite do futebol brasileiro. Sergipe e Itabaiana foram testados em grandes confrontos. Sem dúvidas, tal experiência só qualifica o nosso futebol, dentro e fora de campo.

Mendonção e Batistão foram cenários de belos espetáculos. A média de público do Sergipe foi de 5.369 torcedores (9º), ficando à frente de clubes tradicionais como Santa Cruz e América de Natal. Já o Itabaiana levou em média 2.123 torcedores (13º), superando Náutico e ABC, por exemplo. Lugar de torcedor é no estádio e a Copa do Nordeste deu uma oxigenada no público sergipano, ajudando a fortalecer a cultura futebolística em nossa terrinha.

De quebra, cada um dos clubes sergipanos abocanhou históricos R$ 1,05 milhão da premiação. Com o dinheiro, a estruturação e qualificação do elenco para as competições futuras fica mais palpável.

Agora a reta final do Sergipão ganha mais vida com o foco total de Sergipe e Itabaiana na competição. Veremos grandes jogos e estádios lotados. A luta pelas vagas nas finais e na Série D, Copa do Brasil e Nordeste de 2018 será eletrizante. Sergipe e Itabaiana entram mais confiantes e preparados em suas campanhas na Série D neste ano, com real chances de acesso. Já o Confiança, representando do futebol sergipano na Série C do Campeonato Brasileiro, se ver obrigado a continuar avançando com o crescimento dos rivais.

Portanto, as eliminações de Sergipe e Itabaiana nas quartas de finais do Nordestão não foram marcadas apenas por derrotas, mas também por belas vitórias. E para mim, a maior de todas é a vitória do futebol sergipano, que pulsa forte em 2017.

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta