“Êta mundo bom!” me deixa otimista

Por Joaquim Vela

Escrita por Walcir Carrasco, dramaturgo com experiência em novelas de época, “Êta mundo bom!”, que estreou no mês passado na faixa das 18h, parece ter tudo para dar certo. Não apenas por retratar a década de 1940, ter um cenário predominantemente rural e uma atmosfera caipira, mas sobretudo pelo elenco de peso que dá vida aos personagens. Inclusive, vários atores que costumam seguir Walcir em suas novelas fazem parte da nova história!

O protagonista da vez é Candinho (Carlos Guizé), que foi inspirado no conto do filósofo francês Voltaire, intitulado “Candido”, o qual, grosso modo, fala de otimismos e desilusões na vida. Na novela, o rapaz foi abandonado por sua mãe biológica quando era bebê e acolhido pelo casal Cunegundes (Elizabeth Savalla) e  Quinzinho (Ary Fontoura).

Depois de adotar a criança, os pais adotivos têm outros três filhos. Quando adulto, Candinho passa a ser empregado da casa, e se apaixona pela irmã, Filó (Déborah Nascimento). Quando os dois são vistos se beijando pela família, Candinho é expulso de casa. Nesse momento, ele é aconselhado por Pancrácio (Marco Nanini), seu grande mentor, a ir para a São Paulo, procurar a sua mãe biológica Anastácia (Eliane Giardini), que também está a sua procura sem ele saber.

Na cidade grande, Candinho e seu burro Policarpo, passam por bons perrengues, mas ele nunca perde seu otimismo. Quando se reencontra com Filó na capital, que fugira de casa por causa do temperamento de seu pai, o moço descobre ser herdeiro de uma grande fortuna, em função do amuleto que ele leva no peito desde que foi encontrado no rio. O que Candinho e Anastácia não sabem é que a Sandra (Flávia Alessandra), sobrinha da viúva, fará de tudo para atrapalhar esse encontro, pois não quer deixar de ser herdeira da fortuna de sua tia.

Vale a pena conferir a história! O texto é bom e engraçado. As atuações estão de dar gosto, pelo menos até agora.

Mande sugestões de temas para discutirmos na coluna no quimvela@brasildefato.com.br.

Até semana que vem!

Compartilhar

Deixe uma resposta