Já passou na biblioteca hoje?

Foto: Márcio Garcez

Você sabia que o município de São Cristóvão disponibiliza bibliotecas públicas para empréstimos de livros e consultas? O acesso é super simples, e o acervo vai dos autores sergipanos aos mais importantes escritores do Brasil e do mundo. Dentro da política de incentivo à leitura, a Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água vem intensificando as ações que fomentam o acesso a livros e revistas, como também vem divulgando mais a importância da leitura para a formação do indivíduo enquanto cidadão.

A Biblioteca Lourival Baptista, que fica junto à praça São Francisco, Centro Histórico da cidade, é um verdadeiro reduto à literatura. Com sua porta e janelas abertas está sempre à disposição dos sancristovenses, com a equipe do local pronta para recebê-los de forma atenciosa. Muitos turistas também passam por lá e ficam surpreendidos com o acesso a livros tão especiais. Já a Biblioteca Professor Luís Alberto (antiga Biblioteca Livro Aberto) está alojada no conjunto Eduardo Gomes, para atender à população do Grande Rosa Elze. Chegando à região é só perguntar onde fica a rua 50, nº 125 e entrar. Os dois locais funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h (sem intervalo para almoço).

Segundo explicou a coordenadora das bibliotecas municipais, Rafaela Pereira, o município vem trabalhando para que o acesso aos livros aumente. “Estamos reformando algumas políticas de empréstimo e divulgando melhor horário de consultas e acesso às nossas bibliotecas. A Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água vem projetando ações de incentivo à leitura, como rodas de conversas e encontro com os estudantes da rede municipal dentro destes espaços. Tudo para mostrarmos que bibliotecas são áreas públicas e que pertencem à comunidade.”, pontuou.

Biblioteca Professor Luís Alberto | Foto: Márcio Garcez

A Biblioteca Lourival Baptista, por estar localizada no coração do Centro Histórico, acaba sendo mais frequentada. De acordo com Rafaela Pereira, o local que atualmente funciona apenas para consulta, irá aperfeiçoar sua metodologia para começar a emprestar livros aos moradores. “Dentro da nossa programação está o empréstimo, mediante cadastro. Queremos expandir o acesso ao nosso acervo, e para isto vamos intensificar o contato com os estudantes, chamando-os para conviver mais dentro da biblioteca. Fazendo dali um espaço de apropriação”, disse.

Já na Biblioteca Professor Luís Alberto, o empréstimo é permitido mediante um cadastro. Cada livro poderá ficar com o “dono temporário” por 15 dias, podendo ser renovado por mais 15 dias, e em cada empréstimo é possível levar até três unidades. “Nosso cadastro é feito com o RG, comprovante de residência, telefone e a cada dia vem aumentando os empréstimos. Já possuímos 70 cadastrados e queremos que esse número cresça ainda mais. Biblioteca precisa de pessoas andando, mexendo nas prateleiras, abrindo livros, lendo, discutindo. Ler é vital”, enfatizou Rafaela.

Planos

Segundo informou a coordenadora, Rafaela Pereira, para os próximos meses está sendo planejada a possibilidade de criação das bibliotecas itinerantes, onde parte do acerto público será enviado para escolas da zona rural sancristovense, com o intuito de aumentar o acesso à leitura.

Compartilhar

Deixe uma resposta