MERCADO MUNICIPAL DE ARACAJU: As histórias por trás das bancas

O Mercado Municipal de Aracaju é um complexo formado por três espaços: Mercados Antônio Franco, Thales Ferraz e Albano Franco.

OS MERCADOS

O Mercado Antônio Franco, prédio mais antigo do conjunto, data de 1926 e leva o nome do empresário que financiou sua construção, Antônio do Prado Franco. Desde então, é um dos símbolos da cidade, com seu emblemático relógio central.

6tag-393939263-881066026568163843_3939392631

Anos depois, em 1948, foi construído o Mercado Thales Ferraz, ao lado do Mercado Antônio Franco, com o objetivo de funcionar como mercado auxiliar.

Com o passar do tempo, entretanto, os dois prédios passaram a não comportar o grande número de feirantes que se estabeleceram na região. Ano a ano, o número de barracas se multiplicava, espalhando-se desordenadamente pelo entorno dos dois prédios antigos.

fb_20161114_10_11_39_saved_picture
Vista do centro de Aracaju, antes da reforma dos mercados, em 1998. Foto – acervo Libório Gândara Ateliê de Arquitetura

O cenário só foi modificado em 1998, quando uma grande reforma removeu todas as barracas, restaurou os prédios antigos e inaugurou mais um mercado, para abrigar os itens de abastecimento: Mercado Albano Franco (homenagem ao governador em exercício na época)

6tag-393939263-1343526880518934354_393939263

O projeto de restauração foi idealizado pela arquiteta sergipana Ana Libório, resultado de uma tese desenvolvida por ela durante curso de especialização na Bahia.

A REFORMA – 1998 a 2000 (para ouvir a reportagem, aperte o play)

 

AS HISTÓRIAS POR TRÁS DAS BANCAS

O novo Mercado Municipal de Aracaju foi inaugurado em 15 de setembro de 2000. Boa parte dos comerciantes que trabalhavam no antigo espaço foi realojada na nova configuração do Mercado Municipal e as histórias de alguns desses comerciantes são o tema desta matéria: Mercado Municipal de Aracaju, as histórias por trás das bancas.

Boca Louca da Sanfona

Wolfrand do Barro – por Anna Guimarães

Edilza das Imagens – por Katlen Bomfim

Maria do Limão – por Ariel Carmo

Galega das Ervas – por Jéssica Amaral

Maria Izabel das Bonecas – por Caroline Prata

 

– Esse post é parte do nosso projeto “POEIRA, PAREDES e HISTÓRIAS“, que busca preservar a memória da cidade de Aracaju – Sergipe. Conheça o site com a matéria completa aqui e a   a Fanpage aqui.

– Mais sobre Aracaju em Aracaju post a post.

NO INSTAGRAM – @misscheck    você vai encontrar fácil nossas dicas de Aracaju  através das hashtags:

#aracajunomiss

#dicadomiss_aracaju

Deixe uma resposta