Mosaico da semana: Renan, STF, Codinome etc.

Por Rubens Marques de Sousa (Dudu)

ESTABLISHMENT

Os cientistas políticos mais experientes acreditam que o establishment nos EUA é bem maior do que Trump, e por isso mesmo ele terá que engolir a maioria das bravatas anunciadas em campanha.

– TEJE PRESO…

– NÃO TEJO…

Imaginando que ainda vive nas Alagoas do início do século passado Renan Calheiros desmoralizou o STF ao se negar a ser notificado pelo oficial de justiça dando ciência do seu afastamento da presidência do senado. Antigamente quando um samango dava ordem de prisão a um caudilho acusado de assassinato usava a expressão “teje preso” e o caudilho respondia na tampa: “não tejo”, e ficava por isso mesmo.

UNIDOS PRA DERROTAR O POVO

Há várias interpretações para entender porque o STF aceitou a desmoralização: uma delas é que engoliram Renan para evitar que Jorge Viana (PT) vice de Renan assumisse a presidência do senado e criasse empecilho para aprovar a PEC da Morte (55).

QUEM É QUE MANDA?

Uma força tarefa se reuniu para abafar o caso e manter Renan como presidente, tudo em nome de aprovar a PEC que vai detonar com a classe trabalhadora. Participaram da conspiração contra o povo: Michel Temer, Carmem Lúcia (presidenta do STF), Renan Calheiros (presidente do senado) Fernando Henrique Cardoso (ex-presidente), José Sarney (ex-presidente e ex-senador) e Romero Jucá (Senador alvo da Lava Jato).

QUE JORGE VIANA É ESSE?

O vice-presidente do Senado Jorge Viana (PT) se comportou muito mal no episódio do afastamento de Renan. Ele agiu como um subalterno de quinta categoria fazendo coro com os golpistas. Com gente assim o PT não tem jeito.

JOÃO DÓRIA: “O PALADINO DA ÉTICA”

Assim que foi eleito prefeito de São Paulo em outubro, o empresário falastrão João Dória (PSDB) em entrevista disse que visitaria Lula em Curitiba, fazendo alusão a uma possível prisão do ex-presidente, hoje ele teve que se explicar porque pressionou (usando da sua influência) uma empresa telefônica (Oi) para instalar uma torre telefônica numa praia do interior da Bahia (Trancoso) onde ele tem uma casa. A resposta do “certinho” foi: “a antena não beneficiou só a mim”. E agora? Quem vai visitar quem?

CODINOME

Os codinomes dados pelos empreiteiros presos pela Lava Jato aos políticos que receberam propinas revelam o grau de mau caratismo deles. Vejam algumas pérolas: Caju (Romero Jucá), Velhinho (Francisco Dorneles), Bebel (Geddel Vieira), Caranguejo (Eduardo Cunha), Primo (Eliseu Padilha), Campari (Gim Argello), Gripado (José Agripino), Todo Feio (Inaldo Leitão), Misericórdia (Antônio Brito), Decrépito (Paes Landim), Boca Mole (Heráclito Fortes), Missa (José Carlos Aleluia),Santo (Geraldo Alkimin) etc.

DESMONTE DA TV ESTATAL

A jornalista e apresentadora da TV Brasil Leda Nagle foi demitida pelo governo golpista, após 20 anos de trabalho na emissora comandando o programa Sem Censura. As demissões de grandes quadros do jornalismo brasileiro fazem parte do desmonte da estatal.

PERDEU O MANDATO POR ABUSO DE PODER

A presidenta da Coréia do Sul perdeu o mandato porque cometeu abuso de poder, enquanto isso aqui no Brasil os magistrados, membros do Ministério Público e procuradores acham um absurdo responderem pelo mesmo crime. O pior é que a maioria do povo também defende que esses agentes públicos sejam intocáveis.

IRAN QUEBROU A LÓGICA

Ao invés de iniciar o debate sobre a presidência da câmara de Aracaju dialogando por cima com os “capas”, Iran fez diferente ao lançar a sua plataforma de propostas para aplicar caso seja eleito. O petista convidou os seus pares que apoiam a iniciativa e mais o povo através do movimento social para o lançamento da candidatura que aconteceu na Assembleia Legislativa.

17 MILHÕES DE REAIS

Uma quadrilha composta por empresários e funcionários públicos apagava dos arquivos da dívida ativa do município de Aracaju, débitos do IPTU. O prejuízo para os cofres públicos gira em torno de 17 milhões de reais.

CADÊ OS INOCENTES?

Prefeitos eleitos só falam em crise e contenção de gastos, principalmente dos salários. Já que o discurso não é novo, por que se candidataram? Se a coisa é tão ruim não deveriam topar disputar eleição e gastar dinheiro do “próprio bolso”. Dizia um folclórico “alcoólatra” chamado Nozinho Cachaça que morou aqui em Estância: “todo mundo é honesto, mas as igrejas só dormem fechadas”. Falou Nozinho!

ALÉM DE GOLPISTA, INSOLENTE

Benedito Figueiredo foi extremamente insolente durante entrevista concedida a Mix FM ao opinar sobre Lula e o PT. A culpa é do próprio PT que pegou um bando de políticos sem votos e nomeou no alto escalão do governo Deda.

SÓ DUAS TARDES?

A câmara de Estância terá sessões somente duas tarde por semana? Os vereadores de Estância recebem um dos maiores salários do Brasil entre os parlamentos municipais.

DISCURSO E PRÁTICA

Eu costumo guardar os panfletos de campanha de todos os candidatos. Se os eleitos cumprirem vinte por cento do que prometeram o Brasil será uma maravilha.

FIM DE FEIRA

Percebendo que o prefeito Carlos Magno entregou os pontos e está só aguardando para passar a chave do paço municipal, os motoqueiros voltaram a badernar com suas máquinas envenenadas. Pra piorar os agentes da SMMT estão em estado de penúria. Eles tiveram as horas-extras e outros incentivos cortados. O sossego acabou.

ZÉ LEAL DE INDIAROBA: CUMPRIU A PALAVRA

O prefeito de Indiaroba, Zé Leal (PT) no início do mandato em 2013 anunciou que dificilmente iria para a reeleição, e já no meio a dúvida se transformou em decisão definitiva. Segundo ele, a sua administração herdou uma dívida enorme do seu antecessor João Eduardo, com INSS, fornecedores, prestadores de serviços, funcionários públicos etc. fato que inviabilizou o seu projeto político. Palavras de Zé Leal: “eu ao invés de fazer obras e dar aumento aos servidores, estou pagando dívidas dos outros. O melhor que eu faço é não ir para a reeleição, eu vou é cuidar dos meus negócios”.

OS MESMOS

Os eleitores na região sul não apostaram na renovação. Vejam o mapa: Estância (Gilson Andrade), Santa Luzia do Itanhy (Edson Cruz), Indiaroba (Adinlado) Umbaúba (Humberto Maravilha), Araúa (Ranulfo), Itabaianinha ( Humberto de Joaldo), Cristinápolis (Du de Juca), Tomar do Geru (Pedrinho de Balbino). Em Estância, Santa Luzia do Itanhi, Arauá, Cristinápolis e Tomar do Geru os eleitores preferiam requentar café, uma vez que os eleitos já foram prefeitos ou vices. O povo brasileiro diz que é contra a reeleição, mas na prática votam na reeleição. Como equacionar isso?

REELEIÇÃO

Eu sou favorável a um único mandato de cinco anos porque está provado que o expediente da reeleição induz o político a fazer concessões. A sua plataforma de ações é montada para viabilizar a continuidade do mandato além disso, o uso da máquina termina beneficiando quem está no cargo.

O POVO RECLAMA, MAS NO FIM…

Ouvi o seguinte de uma eleitora furiosa em frente ao Banese: “os eleitores ficam só falando em renovação, mas dos nove vereadores de Estância apenas três não continuarão porque não conseguiram a reeleição”. Pois é somente Júlio Camelô, Sergio Bezerra e Dominguinhos não conseguiram.

ABRAÇO DOS AFOGADOS

Carlos Magno prefeito de Estância além de perder a eleição ainda arrastou o vereador do PT para o buraco. Se o PT saísse sozinho garantiria uma vaga na câmara, se saísse com o PSOL como eu orientei faria dois, mas como optou por coligar com partidos golpistas elegeu um e perdeu uma vaga. O PT sozinho somou 2.589 votos entre Artur, Ivonia e Dominguinhos, numero superior ao coeficiente, já o PSOL conseguiu 1.303 que somados aos 2.589 totalizaram 3.902 votos que garantiriam duas vagas de folga.

SANTA LUZIA DO ITANHI

Dizem os luzienses que a vitória de Edson Cruz deveu-se muito ao seu vice, filho do falecido ex-prefeito Paulo César, de quem Edson foi vice e herdou a cadeira do paço municipal por conta da morte de PC.

Deixe uma resposta