Rodoviários vão parar na 2ª Greve Geral do dia 30 de junho

Foto: Breno Gois

Os trabalhadores rodoviários de Aracaju, motoristas e cobradores, decidiram cruzar os braços e se unir às demais categorias de trabalhadores, do setor privado e do serviço público, que vão fazer a segunda Greve Geral do Brasil contra as Reformas Trabalhista e da Previdência, na próxima sexta-feira, dia 30 de junho. A decisão dos rodoviários aconteceu em assembleia geral da categoria realizada na última quinta-feira, dia 22.

Valtenes Porto, trabalhador rodoviário e dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Aracaju (SINTTRA), explicou que a insatisfação dos rodoviários contra as reformas foi a principal motivação para o sindicato aderir à greve. “O SINTTRA adere à Greve Geral do dia 30 de junho por causa das Reformas Trabalhista e da Previdência e por tudo o que está acontecendo no Brasil. Os trabalhadores estão revoltados com este cenário, estão preocupados com seus direitos e a aposentadoria. Sabemos que se a Reforma da Previdência for aprovada será impossível a gente se aposentar e a gente tem que pensar no nosso futuro e dos nossos filhos”, explicou.

Além de participar da greve, a direção do SINTTRA também anunciou que o sindicato já está decidido a se filiar à Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), que é a maior central sindical do estado, reunindo 90 sindicatos filiados em Sergipe, e também a maior central sindical do Brasil com cerca de 3.500 mil entidades filiadas.

SAIBA MAIS

Acompanhe a cobertura em tempo real da Greve Geral em Sergipe

Auditores Fiscais de Sergipe aprovam adesão à Greve Geral do dia 30 de junho

Bancários de Sergipe aprovam adesão à Greve Geral do dia 30 de junho

Nessa sexta, 23, alguns dirigentes do SINTTRA participaram de uma reunião na CUT para discutir a organização das atividades da Greve. “Desde a última paralisação, a categoria dos rodoviários não tem visto com bons olhos estas Reformas da Previdência e Trabalhista. Estamos caminhando para nos filiarmos à CUT e fazemos questão de participar desta luta no dia 30 de junho contra as reformas”, afirmou o dirigente do SINTTRA, Valtenes Porto.

ORGANIZAÇÃO DA GREVE

A Greve Geral do dia 30 deste mês está sendo organizada em todo Brasil pelas mesmas entidades que organizaram a maior Greve Geral da história do país, realizada no dia 28 de abril deste ano, em uma ampla aliança de centrais sindicais e os respectivos sindicatos filiados com movimentos sociais, movimento estudantil e partidos políticos que são contrários às reformas do governo Temer.

Em Sergipe, a Frente Brasil Popular tem sido um espaço de articulação dessas entidades. Tem entre os integrantes a Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (MOTU), Levante Popular da Juventude entre outros.

3 COMENTÁRIOS

  1. Nos Rodoviarios de Aracaju não estamos com o Sintra .vamos parar porque o Brasil precisa da mobilização. Pois o mesmo é sindicato do patrão. Quando deveria defender o Rodoviario.ex.se for fazer uma reclamação o Rodoviario.ao sair da sala de quem o atendeu .a empresa fica sabendo porque o diretor comunica a Gerencia com nome e matricula e ao chegar na garagem este e penalizado com suspensão ou demissão.ou seja ao invés de defender .o condena.obr

  2. Parabéns os rodoviários da grande Aracaju. Vc foram fundamentais a causa que não é só de vcs, mas de todos trabalhadores; de todos que pagam INSS com o fim de aposentadoria. Nota Zero aos cooperados, sejam micro-ônibus, sejam taxistas, moto-taxista, moto Boy, e quaisquer Autônomos contrários a este movimento de Valor Nacional. Ou será que estes terão saúde, força para trabalharem até 90 anos. Lamentos pelos policiais, que quando estão em greve querem o apoio da comunidade. As vezes até precisam e merecem. Aracaju parabéns. Só espero que a próxima seja um dia de quarta feira; que preparem os estudantes médios de todos as escolas: particulares, estadual e municipal. Esses adolescente precisam saber o que está acontecendo e fazerem as cabeças dos pais dos avós. ‘A educação para a Greve’, este deve ser o slogan. Centrais, acordam para isto. Greve na sexta e na segunda, de um dia sempre fui contrário. Mas, apesar de tudo foi um sucesso. PARABÉNS AOS BRAVOS PARTICIPANTES. OS RODOVIÁRIOS FIZERAM A DIFERENCA!

Deixe uma resposta