Som na Rural é a atração do Ocupe a Praça desta quarta-feira

O Som na Rural circula há cinco anos levando a tradição e a cultura nordestina por onde passa

Foto: Divulgação

O projeto Som na Rural (PE) vai fazer uma mini tour pelo Nordeste neste mês de outubro e o Ocupe a Praça, projeto realizado pela Prefeitura Municipal de Aracaju, através da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) e do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (NPD), abre suas portas para receber a Rural, recheada de tradição nordestina, nesta quarta-feira, às 19h, na praça General Valadão.

Além de Aracaju, o Som na Rural vai passar por cidades de Alagoas e da Bahia. O projeto estrategicamente utiliza-se de um antigo veículo Ford 1969 modelo Rural customizado como cenário, estúdio móvel de sonorização e equipamento de intervenção urbana, aonde acontecem apresentações de bandas e artistas e discussões sobre temas ligados a cultura, comunicação e cidadania.

O Som na Rural ficou conhecido nacionalmente através de um programa veiculado semanalmente na TV Brasil e circula há cinco anos levando a tradição e a cultura nordestina por onde passa. Assim como o Ocupe a Praça, o objetivo das andanças do Som na Rural é ocupar os espaços urbanos com apresentações artísticas e de música. Em Recife, o projeto circula em espaços como praças, margens de rios, estacionamentos do centro e diversos outros locais, sempre levando uma alternativa de reocupação e humanização da cidade, discutindo e propondo novas formas de ocupação dos grandes centros de uma forma poética e universal através da música.

A noite do Ocupe a Praça também vai ter o grupo pernambucano Bongar, que acompanha o Som na Rural nessa tour Nordeste e o comunicador Roger de Renor, que a exemplo das demais intervenções urbanas do Som na Rural, abrirá espaço para intervenções, recitais e outras formas de diálogo com os artistas locais.

Som na Rural e Bongar são atrações do Ocupe a Praça | Foto: Divulgação

“A proposta do projeto de circulação itinerante é dialogarmos com as cadeias produtivas da cultura dessas capitais nordestinas, além de mostrarmos a força da cultura pernambucana, muito bem representada pela ancestralidade do Grupo Bongar”, explica Roger, que além de atuar como Mestre das Cerimônias também atua como DJ, no começo e no final de cada evento. “A proposta dessa seleção musical é reverberar para outros ambientes a música pernambucana contemporânea”, destaca Roger.

E como o audiovisual é o carro chefe do Ocupe a Praça, a noite da quarta também terá a exibição do Cine Rio Branco, que possui direção de Eudaldo Júnior e é um documentário de 17 minutos que mostra o apogeu dos cinemas de rua no Brasil, dando ênfase ao Cine Rio Branco, fundado em 1927, em Nazaré das Farinhas, Bahia. O curta fez parte da seleção do canal Futura e conta com o apoio do NPD.

O Cine Rio Branco foi criado pelo nazareno Felisberto Ribeiro Soares e construído em estilo art nouveau, que teve pouca difusão no Nordeste brasileiro, sendo um dos poucos exemplos que se conservaram. A casa de exibição foi palco de grandes histórias, o Cine Teatro recebeu inúmeros artistas que ali se apresentaram como Luiz Gonzaga, Waldick Soriano, Raul Seixas, Dalva de Oliveira, entre outros.

O quê: Ocupe a Praça com Som na Rural e Bongar e lançamento do Cine Rio Branco
Quando:  dia 4, quarta-feira
Horário: 19h
Local: Centro Cultural e praça General Valadão

FonteAAN
Compartilhar

Deixe uma resposta